sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

VIna TorTO


Resido em Aracaju. Desde criança que eu tenho uma relação muito forte com a música. O vício era tão forte que eu conseguia ouvir toda uma fita de “Arca de Noé” e “Os Saltimbancos” até adormecer. Raquel Leite (minha tia) e meus pais foram fundamentais pro meu enriquecimento musical. Gosto muito de ouvir músicas evitando qualquer tipo de discurso excludente no que diz respeito à diversidade musical, mas tenho os meus preferidos que são: Damião Experiença, Raul Seixas, Episódio 26, Zumbi do mato, Bartô Galeno, Lobão, Ismar Barreto, Gonzaguinha, Walter Franco, Tom Waits.
A situação do artista no cenário local é dolorosamente arrepiante. Acredito que as pessoas elencadas para atuar na área da cultura daqui até tem interesses com o movimento, porém, parece que indiretamente eles não visualizam a importância do cultural como algo capaz de trazer uma mudança para o todo. O outro ponto diz respeito à auto-estima dos sergipanos. Os sergipanos se vêem predispostos unicamente em admitir como importante, a cultura de fora. É preciso um re-exercício de consciência histórica.
Antes da Psicodélicos e Psicóticos (PSI PSI) que surgiu no final de 2004 e que teve na primeira formação VIna TorTO no vocal, Dedeu Costa na guitarra, Adson no teclado, Edu no baixo e CH na bateria, tendo como substituição para a atual formação, Rodrigo na bateria e Lúcio Poconé no baixo; participei de projetos musical como o “Movimento Pélvico” em 2002 fazendo as composições e o vocal tendo Laine Barreto fazendo também o vocal e o pandeiro, Dedeu Costa (violão e violão de 12 cordas) e Hércules Correia (triângulo), do “Clandestinos do amor” em 2003 onde também fiz as composições e o vocal com Lúcio Poconé no baixo e nos teclados e Carol Rodrigues no vocal; “Vitória Régia Interestelar” também em 2002 com Palhaço Rodo Pirô (Adenilton) no violão e no vocal, Raimunduréx no baixo e Gabriel (Nero) no violão solo, participei também com Raimunduréx que fez os arranjos do violão do “Carrossel Interplanetário” em 2003 e dos “Porcos Filosóficos” no ano de 2006 com Hércules Correia com suas flautas indígenas.
Ao longo da minha vida artística, vivi muitas realizações que serão inesquecíveis para mim. O show da Psicodélicos e Psicóticos no Festival de artes de São Cristóvão (FASC), a participação da música "Trilha da mãe senhora" (VIna TorTO) no Sescanção de 2006, meu segundo lugar no prêmio de música do Banese com a música “Métrica Marrom” (VIna TorTO). O momento em que a banda foi selecionada para tocar na bienal da UNE no Circo Voador e na Fundição Progresso representando Sergipe com a música “Trilha da mãe senhora” também foi inesquecível. A gravação do clipe da música "Trilha da mãe senhora" no mesmo período gravado em Caxias (baixada Fluminense) no Rio de Janeiro. A conquista do primeiro lugar e da melhor interpretação no festival do CEFET com a música "Big Smurf". Assistir artistas interpretando minhas músicas como Raquel Leite com "Barvigulina" (Vina TorTO/ Guga) com o lindo violão de Orlandinho no Sescanção de 2007, ter a música “Fadinha do espelho” (VIna TorTO / Raimunduréx) interpretada por Carol Rodrigues, acompanhada pelo violino de Párbata, violoncelo de Paloma e o piano de Jonas Paixão, ver a banda “Please No!” gravar “Mulher da Funerária”(Vina TorTO/ Lúcio Poconé) no cd “ 5 reais pra fazer caridade”, ter o prazer de ouvir Amoroza pedir uma música minha “Mais que um sonho” (Vina TorTO / Guga) para ela interpretar e acrescentar no seu riquíssimo repertório. Ver a banda ser elencada para participar do repertório do site do Damião Experiença ao lado de artistas que muito admiro como Rogério Skylab, Zumbi do Mato.
Quanto ao meu nome artístico, o que tenho a dizer é que alguns conhecidos meus me chamavam de Vina e eu achava bastante carinhoso esse nome. Quanto ao TorTO, o que tenho a dizer é que me sinto torto por que vivo tentando fugir dessa multidão correta corroída de tantas picuinhas éticas e morais.
Meu trabalho está exposto em www.tramavirtual.com.br/psicodelicos_e_psicoticos
pode ser encontrado também na Casa do Artista, na Poyesis e na CD Club.
O clipe está disponibilizado no you tube http://www.youtube.com/watch?v=EAbRkOEzD4c. Meu cel: 9981-0354;
meu orkut: Vina Torto;
e-mail vinatorto@bol.com.br

Um comentário:

Zuza Zapata disse...

Olá,
Muito bacana a postagem!
Abraços,
Zuza Zapata
www.zuzazapata.com.br